segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Anéis de lula ao molho de tomatinhos


Mas o domingo não poderia ficar só naquilo. E para depois do trabalho, naquele calor de começo de noite? Havia um vinho alentejano olhando para mim com um desejo de ser consumido. Lembrei-me disso ainda no mercadão. Na peixaria simpatizei com os anéis de lula. Chilenos, é claro, não temos das nossas por enquanto. Mas tudo bem, atraíam. Na banca havia uma japonesa catando todos os tomatinhos possíveis. Achei um desaforo e só para quebrar o embalo dela (talvez seja esse meu lado sádico) reivindiquei alguns para mim, pois já vinha pensando havia um tempo em um molho de tomatinhos para acompanhar lula ou polvo. Aí foi chegar em casa, pôr o branco português Regia Colheita 2006 no balde de gelo e ir para o fogão tratar de um apetitoso jantar. Ficou interessante.



Anéis de lula ao molho de tomatinhos



Ingredientes:



500 g de lulas em anéis

1 cebola roxa picada

200 g de tomates-cereja cortados ao meio

2 ramos de coentro

5 colheres (sopa) de azeite de oliva

Sal e pimenta do reino (moída na hora, de preferência)



Modo de fazer:



Aqueça 3 colheres de azeite em uma frigideira e doure metade da cebola picada. Junte os tomatinhos, refogue em fogo alto, tempere com sal e pimenta e em seguida baixe o fogo para apurar o molho por alguns minutos, até que os tomates comecem a se desmanchar ligeiramente.

Enquanto isso, em outra frigideira aqueça o azeite restante, doure a outra metade da cebola picada e, mantendo o fogo alto, refogue os anéis de lula já temperados com sal e pimenta – no máximo por 5 minutos, que é quando as rodelas começam a virar as bordas, para que a lula não fique dura.

Despeje as lulas na frigideira com o molho de tomatinhos, salpique o coentro picado, misture bem e sirva em seguida.



Rendimento: 2 porções.





Filé de pescada amarela grelhado com molho de alho-poró



Domingo de trabalho exigindo almoço leve. Mas não havia como abrir mão do prazer de um bom prato. Um básico de peixe grelhado com algum molho. Uma ida ao mercado municipal e tudo se resolveu. A ideia inicial era robalo, mas não tinha. A pescada amarela estava interessante, mas o filé (queria com o couro) me pareceu um pouco alto. Procuramos e encontramos um meio termo.

E o que mais? Na banca do Yamazaki havia uns belos exemplares de alho-poró pedindo para serem transformados em molho. Aí foi só juntar as coisas e chegar ao resultado final.



Filé de pescada amarela grelhado com molho de alho-poró



Ingredientes:



½ kg de filés de pescada amarela com o couro

200 ml de creme de leite fresco

1 alho-poró (parte branca) cortado em rodelas

1 colher (sopa) de manteiga

Azeite de oliva

Sal e pimenta do reino (moída na hora, de preferência)



Modo de fazer:



Corte o filé em pedaços harmoniosos e proporcionais. Tempere com sal e pimenta e pincele com azeite de oliva.

Aqueça uma frigideira antiaderente e grelhe os filés, começando com a parte do couro. Vire, toste ligeiramente o outro lado e leve ao forno (180º) para terminar o cozimento.

Enquanto isso, derreta a manteiga em outra frigideira e refogue as rodelas de alho-poró até dourar ligeiramente. Tampe a frigideira e deixe refogar mais um pouco. Regue com um fio de azeite e junte o creme de leite, deixando ferver em fogo brando, mexendo sempre, até reduzir e espessar um pouco. Tempere com sal e pimenta.

Ponha o molho no centro do prato, o filé em cima e acompanhe com cenouras e batatas passadas na manteiga.



Rendimento: 2 porções.

domingo, 29 de novembro de 2009

Tem Bourguignon no L’Épicerie



Já estava com saudades do L'Épicerie, um bistrô como poucos e referência da gastronomia francesa em Curitiba. O astral da casa reflete o carinho que a Fannie Delatte lida com as coisas da casa, não de graça agora com a primeira estrela do Guia 4 Rodas. Mais aconchegante, impossível. E na cozinha Gustavo Alves mantém o padrão de qualidade dos pratos que incluiu no cardápio desde os primeiros momentos. Cardápio curto, permitindo que o cliente saiba exatamente o que vai pedir cada vez que lá retorna. De vez em quando, algumas novidades, como Confit de Canard e Tournedos Rossini que eram servidos um na terça e outro na quarta e agora foram incorporados ao menu permanente.

E não é que tem mais uma novidade? Como prato do dia, sugestão do quadro negro, Boeuf Bourguignon - R$ 41,00. Foi o que pedi, claro, novidadeiro que sou. Não sem antes me preparar com um Tartare de carne – R$ 22,00 - (sempre na dimensão exata dos temperos para a carne crua). O Bourguignon estava realmente especial, tenro, mas sem se desmanchar por excesso de cozimento, no prato escoltado por cenouras, batatas cogumelos e cebolas. E com um molho denso de não se desperdiçar (e não sem querer surge uma estratégica cestinha de pães à mesa). Dificilmente deixará de ser incorporado no cardápio, é correto. Para encerrar, as irresistíveis Iles Flottantes, os ovos nevados com creme inglês e caramelos de amêndoas.

Fannie e Gustavo são simpaticíssimos, calorosos e cada vez que vou lá me sinto como se estivesse em família, tamanho o carinho como os clientes são recebidos para se sentirem realmente em casa. E para qualquer momento vem novidade aí, pois o chef está pesquisando para incluir um prato de carneiro no extra do cardápio. Paleta, possivelmente. É de se esperar com muita ansiedade, pois tudo lá é muito bem feito.

Rua Fernando Simas, 340 – Bigorrilho. Fone: (41) 3079-1889.

sábado, 28 de novembro de 2009

O Natal da Kopenhagen


Entre as novidades para o Natal 2009 da Kopenhagen, três lançamentos expressam em sabor o valor agregado que a marca conquistou ao longo dos anos. A edição limitada da caixa Special Fruits vem com damascos e figos semicobertos por chocolate ao leite e laranjas cristalizadas e passas totalmente cobertas pelo puro chocolate ao leite Kopenhagen.


Também interessante a caixa com seis garrafinhas de chocolate ao leite com vinho do porto, que vem acompanhada ainda de uma monodose do vinho em seu interior.



O terceiro lançamento é fruto de uma parceria com a Valrhona, tradicional e reconhecida marca francesa produtora de cacaus especiais. Com favas originárias da Ilha de Madagascar, Gana e Equador, a grife apresenta tabletes de origem com uma qualidade única, um de cada região. Os tabletes de origem Kopenhagen podem ser adquiridos em embalagem com três, um de cada país, ou unitário 40g.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Panetone gigante

Se tudo der certo, o Paraná deve ter um panetone gigante nessa segunda-feira (30). Nesta nova façanha o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria no Estado do Paraná vai tentar fazer um panetone de 330 kg, das 4h da manhã às 15h30, na área de lazer da Nomax Brasil, em Colombo. A empresa e o Moinho Nordeste são os apoiadores do evento. Representantes do Guinness of Record e do IPEM - Instituto de Pesos e Medidas estarão presentes para conferir e certificar a conquista. Para se ter uma ideia do tamanho, será equivalente a 1.320 panetones de 250 g e será distribuído gratuitamente para a população e instituições beneficentes. Para quebrar o recorde atual de 282 kg, o sindicato vai contar com uma equipe de 25 pessoas que estarão envolvidas no processo.

Espumantes da La Bodegha


A Importadora La Bodegha lança com exclusividade no Brasil os espumantes Paul Rigaud, Cave Extrême e Extrême. Sucesso de público e da crítica especializada, as bebidas fazem parte dos círculos de festas e eventos mais importantes e sofisticados dos franceses e argentinos. Confira os detalhes desses espumantes que chegaram para brindar as festas de fim de ano dos brasileiros.

O Paul Rigaud possui um paladar refinado, com aromas impactantes que resultam em notas de frutas na boca e visual igualmente atraente: amarelo cristalino com reflexos verdes. Já se encontra nas principais lojas especializadas em vinhos e espumantes de Curitiba.

O Cave Extrême é um Sparkling Wine que fica 12 meses engarrafado em contato com leveduras antes de ser comercializado. Isso garante um espumante elegante, complexo, com a sutil presença de notas de damasco e amêndoas.

Já o Extrême é um fino espumante elaborado pelo método de fermentação Champenoise e obtido a partir da assemblage de vinhos Pinot Noir e Chardonnay, ficando 24 meses em contato com leveduras francesas. Importadora La Bodegha – Fone: (41) 3019-9700.

As receitas do chef Serra


O chef espanhol José Serra Masso, professor do Curso de Chef de Cuisine – Restaurateur do Centro Europeu de Curitiba e orientador do início de carreira de alguns dos mais elogiados chefs brasileiros (Celso Freire, por exemplo), está lançando o seu primeiro livro de receitas, Do gosto ao sabor. As mais de 650 receitas clássicas (entre espanholas e internacionais) foram divididas em vinte oito capítulos, que tratam, por exemplo, de entradas frias, molhos quentes, massas, peixes, carnes de caça, carne suína, pudins, tortas e biscoitos. Serra tem mais de 35 anos de atividade profissionais e, além das receitas, a obra trata, também, de alguns aspectos técnicos da gastronomia, como a nomenclatura de estabelecimentos que preparam alimentos, atribuições de cada profissional envolvido com a cozinha e terminologias utilizadas no segmento. O lançamento do livro Do gosto ao sabor vai acontecer na próxima quinta-feira (03/12), na sede do Centro Europeu (Rua Brigadeiro Franco, 1.700), a partir das 19h30.

Saladas do Mediterraneo



Para entrar no clima do verão, a chef do restaurante Mediterraneo, Daniela Prosdócimo Caldeira, preparou novidades em saladas para o cardápio da casa. Com temperos como o azeite, a pimenta, o curry, o gengibre, a mostarda, o limão e até mesmo o mel, a chef criou receitas de molhos para as coloridas saladas, que ganharam ingredientes especiais como nozes, carnes, peixes e queijos. Uma das novidades é a Salada de frango e rúcula com molho de barbecue (foto). A casa oferece um Buffet Premium para o almoço e jantar, composto de diversas opções de saladas artesanais, além de pratos quentes, massas e grelhados. Para o jantar, há ainda a opção de pratos à la carte, com um cardápio de risotos e pizzas.

Dicionário do Café



Já nas livrarias o Dicionário Gastronômico Café com suas Receitas, da jornalista Giuliana Bastos (editoras Gaia e Boccato, R$ 128), uma enciclopédia da história e da cultura associada à bebida, além de um compêndio de receitas e drinques. Os pratos vão de clássicos como o tiramisù até itens inusitados, como um risoto de café e uma receita de caipirinha que leva na receita cachaça, limão - e duas doses de espresso. Giuliana, jornalista da área de gastronomia com passagens pela revista Cláudia Cozinha e pelo jornal Folha de S. Paulo, e autora de um blog sobre o tema, não se limitou a contar simplesmente de onde a bebida veio. Sua pesquisa mostra desde as origens mais simples do café ainda por colher até a hora em que ele chega à mesa do consumidor, passando por métodos de torrefação, tipos de grão, moagens e preparação.

L’Épicerie às segundas



Fanie Delatte avisando que o bistrô L'Èpicerie vai abrir às segundas-feiras nas primeiras semanas de dezembro. Mais um dia de opção para se aproveitar a ótima comida francesa que lá existe. Isso até perto do Natal, pois daí a turminha vai estar de férias coletivas. Rua Fernando Simas, 340 – Bigorrilho. Fone: (41) 3079-1889.

O leitão pururuca do Marcus Coelho




Marcus Coelho é um mago na cozinha. Não bastasse ser o advogado bem sucedido que é, de ter sido campeão brasileiro como presidente do Atlético Paranaense, de ser um sujeito fantástico e amigo dos amigos, é inigualável quando o assunto é comida. Não é a toa que é o presidente vitalício da Confraria do Armazém, que reúne gulosos e glutões em Curitiba desde 2003. Pois dia desses ele convidou alguns amigos para degustar uma das suas especialidades: o leitão pururuca. São algumas horas de forno baixo, coberto, e um outro tanto a descoberto, depois de bem assado, para pururucar. Tão macio fica que é de se cortar com o garfo. E de se agradecer aos céus pela possibilidade de ter acesso a incomparável iguaria.
Ah, sim, foi servido com feijão branco com linguiça e com uma farofa de ovos, bacon e couve.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Menu solidário na Dop Cucina

DOP Cucina, em parceria com o Hospital Erasto Gaertner, desenvolveu um menu especial em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Câncer, nesse 27 de novembro. Do total arrecadado com a venda do jantar, 20% serão destinados ao Hospital Erasto Gaertner. Para entrada, o chef Paulino Costa preparou uma Salada de rúcula, camarão e morgete flambados e vinagrete limão siciliano. Como prato principal, Namorado grelhado com mix de grãos e infusão de hortelã (cavadinha, grão de trigo e arroz selvagem) e para a sobremesa, Cálice de frutas e sorvete de creme (morango, mamão, manga e abacaxi). O "Menu Solidário" dá direito a uma entrada, prato principal e sobremesa e custa R$ 80,00. Rua Benjamin Lins, 559 – Batel. Fones: (41) 3078-1111 e 3361-5218.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O sotaque espanhol do Aire





Duas surpresas mais que agradáveis. Primeiro, os vinhos da Cava Gramona, apresentados pessoalmente por Ana Lopez Lidon, "export manager" da bodega espanhola, recepcionada em Curitiba por Pedro Correa Oliveira, da Porto a Porto (ambos na foto), importadora responsável pela vinda da marca ao Brasil. E aí, tapas e uma refeição completa proporcionada pelo restaurante Aire, uma feliz ideia do de um casal apaixonado por gastronomia: o brasileiro Humberto Vieira (médico e gourmet) e a espanhola Beth Villasuso. O cardápio foi elaborado pelo inspirado chef espanhol Javi Ruiz, que está há três meses nos seis que a cada tem de existência.

Os espumantes apresentados são muito bons, acima da média, a ponto de poderem rivalizar diretamente com os mais bem conceituados champanhes franceses. Para a abertura do serviço, que teve Croquetas de roquefort, Crocantes de camarão, Ovos estrelados sobre uma cama de batatas e umas incríveis Batatas arrugadas (assadas, com casca, em forno lento e servidas com molho rosa), chegou um Gramona Allegro – Brut Reserva (R$ 80,00).




A entrada foi uma Salada de folhas, jamon, queijo e salmorejo (um molho rosado que lembra a sardella italiana), muito bem escoltada por um branco Gramona Font Jui Xarel.lo 2005 (R$90,00), que desceu redondo e também se enquadraria com perfeição com carnes brancas.




Como primeiro prato, Namorado com asadillo de vegetais e vinagrete de cenoura e nabo, harmonizado com o espumante Gramona Rosé Brut Reserva (R$ 140,00), inteiramente elaborado com uvas pinot noir. Belíssima combinação. O peixe de sabor leve e delicado a chamar pela companhia do espumante diferenciado.




O show da casa veio a seguir, no segundo prato. Leitão confitado no azeite de ervas, maçã e batata mortero – uma obra prima com todo o tratamento que a cozinha espanhola dá á carne suína. Macio ao ponto de se desmanchar ao toque do garfo e com a indispensável crosta crocante do couro pururuca, foi de suspirar. Ainda mais com a escolta de outro lançamento da Porto a Porto (e aí, nada a ver com a cava espanhola), o Marques de Tomares Dona Carmen Gran Reserva 2002 (R$ 230,00), que se aproxima muito da consistência e do resultado final dos Bordeaux.


A sobremesa foi um Cremoso de chocolate 70% cacau, açafrão e tostaditas, que ganhou companhia de um Madeira Justino's Colheita 1995. Mas ainda havia tempo para conhecer mais dois belíssimos espumantes da família Gramona, o Gramona Imperial 2005 – Gran Reserva Brut e o Gramona III lustros 2003 – Gran Reserva Brut Nature. Mais informações sobre a bela produção da Cava Gramona podem ser obtidas pelo site www.gramona.com.


E quanto ao Aire, a ótima notícia é que a casa já está começando a atender também à noite, com um cardápio à la carte, que tem algumas belas surpresas advindas da ousadia de Javi Ruiz. Como Foie de ave com goiabada, castanha de caju à redução de Malzbier como entrada. Ou Paleta de cabrito desossada, com cebolas confitadas e especiarias. No bar, Flávia dos Santos (ex-Bar do Victor, eleita pela Gula como melhor barwoman de 2007), que, entre outras, propõe uma Caipira de Johnny Walker com limão e canela.

Rua Ébano Pereira, 269 – Centro. Fones (41) 3077-8161 e 3079-7273.

A noite dos vinhos de Portugal


Vinhos de todas as regiões de Portugal fizeram a satisfação dos presentes na noite de segunda-feira (23) no restaurante Guega. A apresentação ficou por conta do enólogo Nuno Araújo, da Quinta da Covela e foi promovida pela ViniPortugal. Seis vinhos foram degustados inicialmente e em seguida outros oito foram preciosamente harmonizados com o cardápio concebido pelo chef Celso Freire. Por questões técnicas algumas fotos não ficaram boas e como a postagem da Márcia Toccafondo ficou perfeita, sugiro que o pessoal dê uma chegadinha lá para tentar assimilar o prazer que todos nós sentimos na noite especial de sotaque português.

O endereço é esse aqui http://marciatoccafondo.blogspot.com/2009/11/vinhos-de-portugal-por-nuno-araujo.html.

Bom proveito.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Vinhos da Cava Gramona

Amanhã o sotaque será espanhol. Será a vez de Curitiba receber a gerente de exportação da Cava Gramona, Ana Lopes Lidon. Ela estará por aqui a convite da Porto a Porto e da Casa Flora, com dois eventos. O primeiro é um almoço no restaurante Aire (Rua Ébano Pereira, 269 – Centro). Mais à tarde, a partir das 17h, uma degustação comentada no Espaço Gourmet da Porto a Porto. Os vinhos da Cava Gramona são elaborados na região de Barcelona, aos pés da cordilheira de Montserrat, à beira do Mediterrâneo - localização considerada uma das melhores da Espanha para produção da bebida.

Noite de vinhos portugueses no Guega

Uma degustação especial de portugueses de primeiríssima linha para convidados e profissionais da área acontece hoje à noite, no Restaurante Guega. A iniciativa é da ViniPortugal, a entidade que coordena as ações das vinícolas para os mercados internacionais. A degustação será conduzida pelo enólogo Nuno Araújo, da Quinta de Covela, e serão provados vinhos de diferentes províncias, como Alentejo, Lisboa, Ribatejo, Bairrada, Beiras, Douro e Minho. Confira os vinhos: Ameal Loureiro Branco 2007, Quinta da Alorna Branco 2008, Covela Escolha Palhete 2007, Ramos Pinto Collection Tinto 2006, Casa de Saima tinto Reserva 2005, Quinta dos Roques tinto Reserva 2003, Quinta de Chocapalha tinto 2006 e Quinta da Bacalhoa 2006.

Logo após a degustação será servido jantar preparado pelo chef Celso Freire, abrindo com Salada de folhas diversas com pêra, queijo pecorino e castanha do Pará, servida com Espumante Filipa Pato 3B 2008. O primeiro prato será um Ravióli de mussarela de búfala com molho de tomate fresco e manjericão, escoltado por Covela Escolha branco 2007 e Paulo Laureano Reserva branco 2007. Em seguida, Tagliatta de filet mignon, harmonizado com Quinta da Gaivosa 2005 e D. Maria Reserva 2005. A sobremesa será um Crepe de chocolate recheado, com sorvete artesanal de doce de leite, acompanhado de Blandy Malvasia 5 anos.

sábado, 21 de novembro de 2009

Tem cerveja na Vino!

Olhei meio assim, de soslaio, e achei que era. Será mesmo uma garrafa de cerveja naquela mesa ali do canto?
Mas tudo bem, estávamos chegando na Vino! e ainda tínhamos de pensar na noite agradável que passaríamos ali. Logo na Vino!, vino, vinho... tem tudo a ver com o que vai harmonizar com uma garrafa de vinho.
Claro que a cozinha mudou, as criações do chef Rodrigo Martins sempre atraem, mas mesmo assim é de se pensar: o que leva alguém a ir à Vino!, uma das mais completas importadoras de vinho ao País, e pedir cerveja?
Seja como for, eles estão bem servidos. Daí fiquei sabendo. Têm uma linha espanhola de respeito, da Damm, uma das cervejarias mais respeitadas por lá. São quatro opções, a Estrela Damm, que é uma pilsen mais simples. Mas daí também tem a Voll Damm, uma cerveja feita no início somente em março, com maior quantidade de malte em razão das altas temperaturas do verão europeu (a que o rapaz estava bebendo); a Estrella Inedit, muito especial com segunda fermentação na garrafae sem rótulo, com a identificação no selo da tampa; e a A.K. Damm, que foi a última a chegar no Brasil.
Bem, continuo achando esquisito, mas tudo bem.
De minha parte, como ia me atirar naquele irresistível Carré de javali com purê de batatas com alcachofras ao vinho tinto, não saí do vinho - afinal de contas, estava na Vino! - e acertei num australiano, Heartland Shiraz Langhorne Creek Limestone Coast 2007. Não poderia ter sido melhor.
Mas que fiquei encucado com ao cara da cerveja na mesa ao lado, isso lá fiquei.


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Tequila Sunrise



No som da caixa, Rolling Stones, um calor infernal lá fora e me veio aquela associação: por que não uma Tequila Sunrise? Para quem não sabe, consta ter sido criada por (ou para) Mick Jagger, num período em que não poderia beber e fingia estar tomando suco de laranja (o toque da grenadine veio depois, justamente para dar o tom de alvorada que o título do coquetel exige).

Aí me lembrei que o Santillana Lounge Bar tem a bebida em seu cardápio de drinques, conforme nota que eu havia recebido. Só que, além do suco de laranja, da tequila e da grenadine (que é xarope de romã), diz ali que também leva suco de pêssego. Será que fica bom? Seja como for, na fotografia pelo menos está interessante.

Acho que terei de ir lá experimentar. Mas... suco de pêssego?

Av. Republica Argentina, 1649 - Água Verde. Fone: (41) 3308-7004.

Fumando no banco da praça

Entrou em vigor em Curitiba a nova legislação antifumo, lei municipal 13.254. A partir de agora está proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo, como bares, restaurantes, casas noturnas e outros estabelecimentos comerciais. Pensando numa saída para os clientes adeptos ao tabagismo, que associam o cafezinho ao cigarro, o Lucca Cafés Especiais instalou um banco de praça em frente ao café, situado na Alameda Presidente Taunay.Porém, para essa adequação é necessário espaço, já que, como traz a lei, o fumante deve ficar pelo menos a dois metros de distância da porta ou janela do recinto. No Lucca Café essa distância é respeitada e o cliente não é excluído do local. E não incomoda aqueles que estão livres da incômoda e indesejada fumaça dos vizinhos de mesa.

Pommery é da Cantu



A tradicional e famosa marca de champagnes Pommery passa a integrar o portfólio da Cantu Importadora e agora chega ao Brasil através do grupo com sede no Paraná. A empresa, que já trabalha com Susana Balbo (Argentina) e Ventisquero (Chile), amplia sua carta com investimento em novos rótulos do Velho Mundo. Além do champagne, a Cantu também vai trazer tintos e brancos franceses que serão anunciados até o final deste ano. A Cantu também traz ao Brasil com exclusividade os vinhos uruguaios da H. Stagnari, os supertoscanos da I Giusti & Zanza e os azeites espanhóis Pons. Fone: 0300.210.10.10. Site: www.cantu.com.br.

Bob’s Picanha encolheu



O Bob`s lança uma campanha para apresentar o Bob`s Picanha em novo tamanho, com 90 g de carne. O sanduíche, que já existia em um tamanho maior (160 g de carne), vem com hambúrguer sabor picanha, queijo cheddar, tomate, salada e um dos molhos Bob's (à escolha do cliente). O novo sanduíche está disponível nas lojas Bob´s dos shoppings Curitiba, Palladium, Mueller, Novo Batel, Estação, Cidade, Total e no Drive Thru da Rua Chile. A ideia do novo sanduíche busca atender a um pedido dos clientes que gostam de saborear o sanduíche em horários alternativos ou têm um apetite moderado.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Terceira quinta-feira de novembro, dia de Beaujolais Nouveau

O famoso vinho Beaujolais Nouveau que deve ser tomado jovem, inicia hoje, terceira quinta-feira do mês de novembro, a apresentação da nova safra. Todos os anos é comemorada a nova safra, mundialmente, como a semana do delicadíssimo vinho festivo. Que pode até não ser das principais maravilhas do mundo, mas tem esse charme da data festiva. Esta variedade de vinho tinto "primeur" tem a vantagem de poder ser bebido cedo devido ao tipo de uva produzida em algumas vinícolas de Bourgogne, no sudeste da França, região de prestígio para produção de vinhos. Os restaurantes Durski e Madero possuem o vinho na adega única que serve as duas casas. A semana de comemoração é importante para divulgar a safra 2009, já que a bebida dever ser tomada nova.
O Beaujolais Nouveau em questão é produzido pelo famoso Joseph Drouhin e custa R$ 125,00 nos restaurantes. Outros vinhos do mesmo produtor na adega do Durski: Chablis Joseph Drouhin, Pouilly-Fuissé Joseph Drouhin, Puligny-Montrachet Joseph Drouhin e Clos des Mouches Joseph Drouhin. Para estes, no entanto, o preço já requer um dígito a mais.

Novos sucos na Tropical Banana



A Tropical Banana, do Shopping Estação, está com novidades para o verão 2010. Com a chegada do calor, a loja apresenta novas combinações de sucos e vitaminas para seus clientes, como o Maritaca (foto), suco energético, a base de caldo de cana, couve e limão; o Jacaré, uma super vitamina de banana, mamão e maçã; e, o Bem Te Vi, smoothie à base de laranja com sabor de tutti frutti. Além dos novos produtos, o tradicional "smoothie" também apresenta uma nova receita: uma combinação de frutas frescas congeladas batidas com uma base láctea exclusiva da Tropical Banana. Com isso, o gelado agora fica mais saudável, com 90% menos gordura, 40% menos caloria e uma redução significativa no teor de açúcar. Além das novidades, o consumidor encontra sucos naturais, que podem ser personalizados, com água ou leite e combinações de frutas; sucos especiais, com receitas da casa; smoothies; açaí tropical; salada de frutas; água de coco; caldo de cana e sanduíche tropical natural, personalizado ao gosto do cliente com mix de ingredientes. Site: www.tropicalbanana.com.br.

Au-Au tem franqueada em Ponta Grossa



A rede paranaense de lanches Au-Au inaugurou nesta segunda-feira (16/11), no Shopping Palladium de Ponta Grossa, sua primeira franquia fora da grande Curitiba. A loja, localizada na Praça de Alimentação, oferece todo o mix de produtos da rede paranaense de lanchonetes. O Au-Au iniciou há quatro meses seu processo de franchising. Neste curto período de tempo, foram comercializadas oito franquias da rede, sendo quatro em Curitiba e duas em Ponta Grossa, onde a segunda loja será aberta no ano que vem. Como nas lojas já consagradas em Curitiba, o cardápio da nova casa oferece os consagrados cachorros-quentes do Au-Au e ainda sua linha de saladas, pratos, sanduíches, sobremesas e sorvetes. Praça de Alimentação do Shopping Palladium. Rua Ermelino de Leão, 703. Site: www.auau.com.br.

Bananinha e cervejas no Amicci


Com a presença de convidados especiais e jornalistas, o Amicci Restaurante completou dez anos. Mantendo uma clientela fiel e a casa sempre cheia, tanto no almoço executivo quanto no jantar, tem como uma das novidades uma Carta de Cervejas, com o diferencial de algumas marcas que fogem daquele padrão uniforme da cerveja tradicionalmente consumida no País. São as cervejas especiais – como Eisenbahn e Devassa – absorvidas e distribuídas pela Schincariol. A carta de vinhos também continua com opções interessantes.
Na cozinha, uma segunda opção de carne para substituir os grelhados servidos anteriormente é a Bananinha de Costela, macia feito ela só e certamente uma agradável surpresa para quem já havia se acostumado a consumir os tradicionais pratos da casa, expostos no quadro negro ao lado do fogão.

Rua XV de Novembro, 3003 – Alto da XV. Fone: (41) 3363-1060. Site: www.amicci.com.br.

Degustação vertical do Pio Cesare no Porcini



O sommelier Ewerton Antunes avisa que o Porcini Trattoria (do qual é um dos sócios) está preparando a primeira degustação de vinhos – do concorrido e elogiado italiano Barolo Pio Cesare, de 2000 a 2005. Inaugurada há um mês, a casa está bombando desde os primeiros dias, graças ao belo visual interno, à adega no porão com climatização perfeita e ao cardápio concebido pelo chef Gilson de Paula Prado. A degustação será no próximo dia 25 (quarta-feira), conduzida pelo premiado sommelier Guilherme Corrêa. Veja mais detalhes no convite oficial. Rua Buenos Aires, 277. Fone: 3022-5115. Site: www.porcini.com.br.

O feijão do João



Neste sábado (21) acontece a última edição do Feijão do João em 2009, no Bar Brahma. A promoção começou em agosto e de lá pra cá foram ao todo quinze sábados consecutivos em que parte da renda foi revertida a cinco instituições carentes diferentes. Para a despedida do ano, o chefe de cozinha Paulo Guimarães está preparando uma feijoada que será servida em formato de Buffet, dividido em entrada com caldinho, bacon e iguarias; mesa de cachaças; mesa com a feijoada elaborada com carnes nobres servidas separadas e, para finalizar, uma mesa de doces variados. Tudo ao custo de R$ 33 por pessoa e ao som de samba de raiz ao vivo de Sergio Albach e Trio Catuaba Brasil. Para acompanhar, a sugestão é o chope gelado que sai direto da fábrica. É das 12h às 16h, depois a casa permanece aberta emendando com o happy hour. A próxima edição acontece em maio de 2010. Av. Getúlio Vargas, 234 – Rebouças. Fone (41) 3026-0700.

Fim de ano no Bourbon

Champanhe francês, vinho chileno, música ao vivo e programação infantil especial. Esses são alguns detalhes que o Bourbon Curitiba preparou para as comemorações de fim de ano – Natal e Reveillon –, com pacotes especiais para hospedagem e jantares festivos. Crianças têm preços promocionais nos pacotes e jantares. As festas de fim de ano do Bourbon Curitiba já são uma referência na cidade, sinônimo de bom gosto e garantia de muita alegria. As reservas dos pacotes e jantares podem ser feitas diretamente no Bourbon Curitiba, com Elizângela Frez - (41) 3221.4603 ou elizangela.frez@bourbon.com.br.

Só para mexer com o desejo e aguçar a tentação, dois dos pratos que estarão incluídos no cardápio concebido pelo chef Luciano Guimarães.



Filé de bacalhau confitado em azeite dop de castanhas ao bouquet garni em leito de batatas laminadas e panachê de pimentões assados





Pernil de cordeiro braseado guarnecido de arroz com castanhas portuguesas e damasco

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Sonho de consumo

O pessoal sabe mesmo mexer com a tentação. Olha só o que a Expand está oferecendo aos clientes: os vinhos do Domaine de La Romanée-Conti.

Romanée-Conti 2006
R$ 12.800,00
12
 La Tâche 2006
R$ 3.950,00
24
 Richebourg 2006
R$ 3.480,00
13
 Romanée-Saint-Vivant 2006
R$ 3.560,00
40
 Grands Échézeaux 2006
R$ 2.320,00
12
 Échézeaux 2006
R$ 1.450,00
39
 Vosne-Romanée 1er Cru 2006
R$ 1.180,00
12


O ideal numa hora dessas é encontrar um político disposto a uma boa conversa na mesa. São eles, invariavelmente, que costumam consumir, sem medidas, vinhos dessa categoria/preço.

Mas, seja como for, para quem pretende investir em puro prazer, os vinhos estão lá, à espera. Rua Benjamin Lins, 559 – Batel. Fone: (41) 3078-1111. Site: www.expand.com.br.




Dez anos de Amicci

Uma comemoração para amigos próximos e convidados especiais marca hoje o aniversário de dez anos do Amicci Restaurante. Foi o pioneiro em Curitiba a permitir o acompanhamento direto da execução do prato pelos clientes, que podem escolher, do balcão, a melhor composição do que pretendem levar à mesa. Agora já são duas casas, a do Alto da XV, com seus dez anos de sucesso, e a novinha, ainda cheirando à tinta, no boulevard gastronômico do Shopping Curitiba.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Degustação com cerveja, incomparável



Uma noite especial de degustação no Mestre-Cervejeiro.com, que está bombando com a loja recém-aberta no Batel. Harmonizando cervejas com delicadas iguarias concebidas pela chef Geraldine Miraglia, da Oli Gastronomia, Daniel Wolff e Beto Onofre receberam alguns convidados para o difícil sacrifício da noite de segunda-feira.


De início, uma Czechvar, uma Lager/Pilsener de Budweis (5% de álcool), na República Tcheca (que lá é chama de Budweis, mas fora do país muda de nome para não se confundir com a norte-americana), harmonizada com uma Brandade de bacalhau com folhas, que já deu a letra do que seria interessante a noite degustativa.






A segunda atração foi uma inglesa de Waifleet, a Bateman's Combined Harvest (4,7%), uma Ale/Pale Ale que caiu muito bem com o adorável Gravlax, o salmão marinado que chegou à mesa em finas lâminas e pronto para a interessante combinação que se apresentava.







Em seguida, La Trappe Blond (6,5%), Ale/Blond Ale de Berkel-Enschot, Holanda, que compôs com louvor o quadro de sabores com o vol-au-vent recheado com creme de brie. E mais ainda, definitivamente, quando entrou em cena a geleia de pimenta que Geraldine Miraglia havia reservado para complementar o prato.






A rainha da noite viria a seguir, a Urthel Samaranth Quadrium (11,5%), uma Ale/Quadrupel concebida na Bélgica, em Ruiselede, como uma prova de amor entre um casal, mas fabricada ali na vizinha Holanda. O aroma suave de banana ao fundo e consistente no paladar para escorar o Barquete de berinjela e queijo de cabra ofereceu a harmonização mais completa do experimento.





Fechando a degustação, com a sobremesa de Brownies de chocolate, uma brasileira muito distinta: Colorado Demoiselle (6%), uma Porter com Café fabricada em Ribeirão Preto e com muita personalidade.


 

 
Foi apenas uma pequena demonstração do que pode ser encontrado no Mestre-Cervejeiro.com, que tem, em suas prateleiras, 130 rótulos de cervejas de 13 países, e uma agradável surpresa escondida em cada garrafa. Vale a pena, para quem ainda não consegue imaginar nada além do que aquilo que o mercado brasileiro costuma oferecer como cerveja.


Rua Coronel Dulcídio, 775, bloco 2, loja 3, Shopping Hauer - Batel. Fone: (41) 3532-9155. Site: www.mestre-cervejeiro.com.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A cozinha de Tarciso Lopes no jornal

O assunto principal da coluna Paladar nessa semana é o chef Tarciso Lopes e sua noite especial dos "Cinco Sentidos", que promove no restaurante Cais da Ribeira, do Pestana Curitiba Hotel (já registrado aqui no blog).
Para conferir (inclusive com as receitas dos pratos desse mês de novembro), o endereço da página é: www.parana-online.com.br/canal/gastronomia/

Morango com nata



A sobremesa foi daquelas de lembrar os tempos de infância (ou a visita ao Castelo de Chantilly, na França). Morango com nata – que não precisa qualquer receita ou explicação. E é uma delícia em qualquer ocasião.

Robalo grelhado com musseline de abóbora e arroz negro



O prato principal do domingo foi um robalo, com base em receita do chef Demian Montecere, do restaurante Térèze, do Rio.

Algumas dificuldades, mas nada comprometedor. O liquidificador não gostou muito da brincadeira de bater toda aquela abóbora assada (a receita original recomendava 30 minutos, mas precisou mais) e rateou um bocado, mas conseguiu chegar ao ponto final (com uma discreta ajudazinha de algumas colheres de água).

Não gostei da foto, acho que ficou meio carregada de coisas, talvez muito amarela por causa da musseline. E os filetes do azeite de gengibre não apareceram direito.

Mas de paladar ficou uma delícia.

Está aí a receita:

Ingredientes:



1 kg de abóbora japonesa

200 g de arroz negro

Sal

100 ml de azeite de oliva extra virgem

50 g de gengibre fresco

4 filés de robalo de 200 g cada

1 grapefruit descascado em gomos

Modo de fazer:

Corte a abóbora com a casca em 2 pedaços. Tempere com sal, leve ao forno e deixe assar durante 50 minutos a 160º. Deixe esfriar, retire a casa e processe a polpa em um liquidificador, batendo até tornar-se um creme.

Esquente o azeite em uma panela. Descasque o gengibre, corte em pedaços e coloque-os na panela do azeite, deixando por algum tempo até que se torne uma infusão.

Passe os filés de robalo (tempere com sal e pimenta do reino) em um frigideira e reserve.

Cozinhe o arroz negro na panela de pressão (da mesma forma como se faz com o arroz integral).

Monte o prato com uma porção de arroz negro, o filé de robalo por cima, o creme de abóbora em volta e os gomos de grapefruit para dedocar. Finalize fazendo filetes com infusão de gengibre.

Rendimento: 4 porções.

Salada de polvo e cogumelos



No calor do domingo, nada melhor que uma refrescante salada para abrir a refeição.

Polvo sempre vai muito bem, adoro a textura (quando bem feito, é claro) e o sabor. Então ficou decidido que seria assim, a salada e o que viesse depois. Aí lembrei-me de certa vez ter comido na Confraria do Armazém uma Fantasia de polvo, executada pelo Marcus Coelho. Sabia que combinava com alguns cogumelos, mas não me lembrava mais com quais.

A visita ao Mercado Municipal facilitou a escolha. Já no fim da manhã de domingo, poucas opções, mas com Paris e Shimeji daria para o plano. Isso e mais um polvo de 1,2 kg e a garantia de salada para quatro pessoas.

De início, cozinhar o polvo. Na pressão, com uma cebola grande espetada por 1 cravo. Sem água nem nada. Apenas com o líquido que o polvo e a cebola soltam. 12 minutos contados a partir da pressão e pronto. Polvo macio, direto pro vento da janela para esfriar.

Enquanto isso, cogumelos refogados juntos (150 g de cada um, meia caixinha) depois da cebola no azeite de oliva. Uns cinco minutos de fogo, nada mais que isso. E mais o que ir pra janela resfriar.

Feito isso, dois tomates concassés (sem a pele nem sementes), ¼ de cebola picada, algumas folhas de coentro (bem poucas, para não soberpor o sabor) e como achei um restinho de cebolinha verde, também foram algumas rodelinhas.

Sal do Himalaia moído na hora, pimenta do reino idem e muito azeite de oliva na hora de misturar tudo. Daí foi só montar com um aro, rodear por Crema di balsâmico (Basílico), que já vem pronto, da Paganini, decoração final e pronto.

Degustação na Expand do Shopping Curitiba

A terça-feira será de degustação na Expand Wine Store do Shopping Curitiba. Serão 20 rótulos de diferentes vinhos, entre espumantes, brancos, rosés e tintos. A entrada custa R$ 20,00, valor a ser revertido em desconto em compras na loja no dia do evento. Confira a relação dos vinhos a serem degustados.

ITENS
PRODUTOS
PAÍS
1
CONOSUR BICICLETA GEWURZTRAMINER
CHILE
2
PALO ALTO RESERVA SAUVIGNON BLANC
CHILE
3
QUANTUM LOST HORIZONS TTO
ÁFRICA
4
ALTOSUR MALBEC ROSÉ - FINCA SOPHENIA
ARGENTINA
5
ALTOSUR TORRONTÉS - FINCA SOPHENIA
ARGENTINA
6
BORDEAUX JEAN PIERRE MOUEIX
FRANÇA
7
CHATEAU SAINTE MARIE TINTO
FRANÇA
8
VALPOLICELLA DOC - SUPERIORE - ZENATO - 2006
ITÁLIA
9
CONOSUR BICICLETA PINOT NOIR
CHILE
10
ESPUMANTE PARALELO 8 ROSÉ - VINIBRASIL
BRASIL
11
BARBERA IL MONELLO - BRAIDA
ITÁLIA
12
FABRE MONTMAYOU - CHARDONNAY RESERVA
ARGENTINA
13
CÔTES DU RHÔNE - E. GUIGAL ROSÉ
FRANÇA
14
BELLINGHAM´S CHARDONNAY
AFRICA SUL
15
WINEMAKER´S CHARDONNAY
CHILE
16
WINEMAKER´S RIESLING
CHILE
17
COSTARIPA ROSAMARA CHIARETO ROSÉ
ITÁLIA
18
DOLCETTO RENATO RATTI
ITÁLIA
19
CÔTES DU RHÔNE - E. GUIGAL TINTO
FRANÇA
20
QUINTA DO AMEAL LOUREIRO
PORTUGAL
21
ZISOLA NERO D´AVOLA
ITÁLIA


Rua Brigadeiro Franco, 2300 – Espaço Largo Curitiba. Fone: (41) 3078-1111. Site: www.expand.com.br

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Mestre Cervejeiro abre primeira loja

O Mestre-Cervejeiro.com agora também é espaço físico. O portal Mestre-Cervejeiro.com comemora seus cinco anos de sucesso na web com a inauguração de sua primeira loja em Curitiba. A nova loja oferece um espaço exclusivo, no qual se pode degustar cada um dos diversos estilos de cerveja em um ambiente projetado especialmente para isso. São 110 rótulos de cervejas nacionais e importadas, inclusive artesanais, prontas para serem consumidas no local ou para serem levadas para casa.

No estoque, exemplares de 13 países, como rauchbier, wiezenbier, pilsener, indian pale ale, cervejas orgânicas, safradas, maturadas em barrica de uísque e as cervejas de guarda, como a barley wine Thomas Hardy's Ale, que pode ser armazenada por 25 anos. São produtos vindos da Bélgica, Inglaterra, Escócia, Alemanha, República Tcheca, Áustria, Holanda, França, Espanha, Canadá, Argentina e Austrália. Além das artesanais produzidas no Brasil, como as paranaenses Diabólica e De Bora Bier, a paulista Colorado, as mineiras Wäls e Backer, a gaúcha Dado Bier e a catarinense Opa Bier. Os preços variam de R$ 6 (Wernesgrüner, produzida na Alemanha) a R$ 87 (Unibroue 17, do Canadá).

A orientação sobre a melhor forma de harmonizar a cerveja e a gastronomia é dada pessoalmente pelo sommelier, especialista em cervejas, Daniel Wolff, um dos proprietários da loja, junto com Beto Onofre.

Rua Coronel Dulcídio, 775, bloco 2, loja 3, Shopping Hauer - Batel. Fone: (41) 3532-9155.

Um sábado inteiro de comida francesa

Um dia inteiro dedicado à comida francesa. O Ano da França termina oficialmente amanhã (14), em Curitiba, com uma feira gastronômica de sabores franceses na Praça da França, um belo recanto arborizado ali no Seminário (esquina da Rua Teixeira Soares com a Avenida Silva Jardim). Nas barraquinhas espalhadas pela praça nesta sábado, comidas como Ostras gratinadas, Couscous ao legume, Coq au vin, Croissants, pains au chocolat, Cassoulet tradicional, Cassoulet de bacalhau, Macarons, Crèpes sucrées et salée, Fruits de mer e Blanquette de poulet. Entre os convidados para participar da festa, Restaurante e padaria Delice de France, Sel et Sucre, Le Bonbon, Bistrô Duchamp, Café Babette, La Table, Celebrity (vinhos do Sul da França), Vindouro e Casa da França. Das 11h às 17h. Informações: www.anodafranca.com.br. Fone: (41) 3223-4457.